Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Monstro Invisível

Já que não posso ser belo, quero continuar invisível...

Monstro Invisível

Já que não posso ser belo, quero continuar invisível...

Música para criar ambiente

Abril 28, 2008

Monstro Invisivel

Um dia, estava eu a caminho de um "desafio" de futebol na pavilhão dos Lombos no carro de outro companheiro de equipa, quando sou presenteado com um drum 'n' bass bizarro (o que não é perjorativo), cujo refrão é algo como : "SMASHA, Smasha, smasha..." Tudo bem, não é mau de todo, mas também não é propriamente a música que dá mais pica quando se vai defrontar uma equipa de uma paróquia da linha de Sintra!

Pus-me a pensar e (muito, muito tempo depois) conclui que o som que mais pica dá para uma partida de futebol é o "industrial heavy metal" dos Static-X, com riffs poderosos de guitarra e a voz cativante do Johnny Static a vociferar refrões como:

 

"take this
break the vibe and make this
get up on it
oh yeah
close your eys and fly away
motion
can't you feel the motion
you can see right through me
we connect
you're a part of me

get up on this wiscosin death trip
get on it"

 

Isto, claro, para já não falar no mítico "Burning Inside" (Ministry cover, featuring Burton Bell dos Fear Factory)! Isso é que é!

OiCinco

Abril 28, 2008

Monstro Invisivel

Conheço um trintão que dizia que o Hi5 era uma aberração, coisa de miúdos, um mercado de carne... Os anos passaram e aí está ele a desfrutar das potencialidades do programa, à procura de quem quer ser milionário...

O Pavão soltou a franga!

Abril 12, 2008

Monstro Invisivel

Chegou discreto.

Isto de aparecer sozinho num concerto esgotado no Pavilhão Atlântico já é digno de nota.

Calça de ganga, sapato, camisa branca, blazer. Na cabeça levava qualquer coisa parecida com um corte de cabelo "normal". À primeira vista, diria que era um trintão que trabalhava numa daquelas empresas que impõem um certo código de vestuário e que depois mimam os empregados com um "casual friday".

Vão tocando as primeiras músicas e eles vai abanando a cabeça, com a imperial na mão.

Eis que começa o "Lullaby"... O Pavilhão vibra como nunca antes e o outrora pacato fã levanta-se e começa a dançar - o Pavão entra em acção!

Dançando como se não houvesse amanhã (sim, porque quem dança assim e não tem vergonha só pode pensar que o Mundo vai acabar, pelo que ninguém o irá reconhecer futuramente), ele continua a sacar de todos os seus "moves" enquanto toca o hit seguinte. Ao som do terceiro mega-sucesso, ele despe o blazer e executa o "move who is the mother of all moves"... Indiscritível! Isto sempre sem entornar uma gota de cerveja... O homem é um artista, digno da mais nobre linhagem da arte circense.

O homem, simplesmente, não fez prisioneiros! E eu ri-me tanto que até me ficaram a doer os abdominais durante dois dias.

 

 

 

Até continuava a escrever, porque estava, de facto, a dar-me prazer, mas deu-se nova crise maternal e o momento, simplesmente, perdeu-se...

 

Por onde andas tu, R. Barber?

Abril 12, 2008

Monstro Invisivel

Na má vida com o Zé Gato?

 

Num kick off com o Gary Lineker a marcar golos de cabeça e de bicicleta?

 

Ou talvez a aprender a arte do Ninjutsu com o Michael Dudikoff?

 

A dúvida atormenta-me...

Pouco, é certo, mas não deixa de ser um pequeno tormento.

"Estava quase para dizer..."

Abril 12, 2008

Monstro Invisivel

Gritou ela com a sua voz estridente e profundamente irritante depois de ter recebido o telefonema com o insulto semanal do Big Boss Man. O que mexe comigo é que ela repete sempre a frase... Ei, cabredo, nunca vais chegar a dizer nada, portanto poupa-nos! Agradece o facto de estares a ganhar bom dinheiro, de não fazeres nada e de teres chegado a essa posição por meios menos lícitos... Sim, porque se o boss quiser uma felação, tu estarás de joelhos na linha da frente...

Estética

Abril 05, 2008

Monstro Invisivel

"Ele contou que o pintor italiano Piero Manzoni enlatou a sua própria merda, rotulou-a 'Merda de Artista 100% Pura'. E as pessoas compraram."

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Fazer olhinhos