Monstro Invisível
Já que não posso ser belo, quero continuar invisível...

03 Janeiro 2016

Ui. tema excitante, não é?

Bem sei que a ideia subjacente a um cartaz político é apelar ao voto no partido ou pessoa em causa. Contudo, nos últimos anos verifico que ele serve mais para me distanciar imediatamente de um partido ou pessoa.

"Fora o Euro, venha o Escudo"? Claro que sim, PCTP-MRPP. Espera só um bocadinho e, enquanto esperas, despede aí o teu secretário-geral.

Agora é o Edgar Silva com o seu "Afirmar Abril". Estamos em 2016 e a grande ideia política dele é de 1974? Claro que sim, PCP. Espera só um bocadinho enquanto eu uso este exemplo para ilustrar a palavara 'anacronismo' num dicionário.

E depois temos a Marisa Matias com a sua mensagem de apelo a um gang bang... É verdade que sempre que vejo a cara dela vem-me à cabeça (curiosa e fortuita escolha de palavras) a ideia de 'Money Shot', mas sabendo do vigor com o BE se opõe a tudo o que seja capital não sei se seria capaz de concluir a tarefa. Bem, fica a sugestão para a candidata seguir umas dicas de moda da camarada Mortágua e levar um decote menos acentuado nos próximos debates televisivos. O pior é que depois tem de se prestar mais atenção ao que ela diz e não sei se isso a vai ajudar a ganhar votos...

publicado por Monstro Invisivel às 19:02

Janeiro 2016
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15

17
18
19
20
21
22
23

24
26
28
29

31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Fazer olhinhos
mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

2 seguidores

pesquisar
 
links
blogs SAPO